Recomendação do dia | Faz voluntariado!

sábado, março 21, 2015

      Há mil desculpas que podes usar, mas a verdade é que se as decidires pôr de parte, vais sentir-te uma pessoa melhor e receberás tanto ou mais do que o que hás-de dar. Podes ajudar tantas pessoas, de tantas formas... Não há nenhum tipo de desculpas suficientemente boas para te impedirem, principalmente se pensares seriamente no assunto, por isso mesmo hoje damos-te uma ajuda a que pares para ponderar e quiçá passar dos pensamentos aos actos!..

[Imagens da publicação retiradas da Internet]
      Primeiro que tudo deves ponderar no que terias mais prazer em fazer, mediante o que é necessário. A verdade é que nem todos temos gabarito para ajudar a mudar fraldas ou a lidar com doentes em fase terminal. Pessoas mais frágeis podem prejudicar-se ao mesmo tempo que se ajuda e também não é isso que se pretende. O que se pretende é ajudar o próximo, ganhando a mais-valia extrema que só se sente ao fazer voluntariado. Nós fazemos e podemos garantir que é das maiores experiências que se pode ter! Esperamos todo o mês por aquele dia que retiramos totalmente para ajudar quem mais precisa. Mesmo as vidas mais atarefadas têm tempo para tirar só um dia, não custa nada, e acreditem que faz toda a diferença! Talvez um dia vos falemos do tipo de voluntariado que fazemos e de algumas histórias... Talvez! Por agora ficamos somente com a sugestão de vários tipos de voluntariado que poderias fazer, se decidisses arrumar a gaveta em sete chaves dentro de um cofre as desculpas e a preguiça. É um tempo para os outros... mas também para ti e vai valer por tudo, vais ver que sim! Ficam então as nossas sugestões:


Apoio a idosos:
      Dentro desta categoria podes achar as mais diversas características. Podes ir visitar idosos que não têm familiares, amigos ou vizinhos que se lembrem deles em suas casas ou mesmo em lares. Muitos deles, como sabemos, são deixados de parte, esquecidos naquelas paredes frias e sem amor ou atenção. Uma pequena conversa permite que eles se sintam ainda vivos, bem como te permite aprender diversas filosofias de vida; experiências... Terias tudo para aprender se fores uma pessoa paciente! Mas existem ainda outras formas de ajudar idosos. Para os mais corajosos, isto significa ajudar no seu tratamento. Todos nós temos, por certo, um familiar mais distante, um vizinho querido que está acamado ou numa cadeira de rodas. Ir visitá-lo é, só por si uma ideia sempre muito bem recebida por eles, que se vêem fechados, muitos sem vontades próprias... E quem toma conta desses mesmos idosos, em suas casas? Essas pessoas que trabalham com todo o amor e dedicação são tão humanas quanto tu. Gostam tanto da sua liberdade, das suas pausas quanto tu, mas têm tanto mais para fazer... Qualquer ajuda que lhes possas dar, por certo que vão agradecer. Tarefas mais árduas ou mais simples: tudo é uma ajuda!


Apoio a sem-abrigo e pessoas mais carenciadas:
      Já existem várias associações registadas para o efeito, muitas outras se formam felizmente. Muitas pessoas caridosas existem ainda neste país felizmente! Infelizmente não as suficientes! Por isso no que poderes ajudar, ajuda. Perto de casa ou um pouco mais longe... É como a mãe da Ela costuma dizer "se cada um fizer a sua parte e ajudar perto de casa, o mundo torna-se um lugar melhor". Claro que é preciso ter-se cuidado e resguardar-nos a doenças que possam ter, a comportamentos inesperados, etc. Mas com os devidos cuidados e atenção, tudo se faz. Enfim, só queríamos lembrar que o Natal é quando quisermos, não é só uma vez ao ano... E que como bem sabemos todos, não sobrevivemos a receber comida somente uma vez ao ano... Lembrem-se disso, mas também que ao passarmos na rua, não devemos virar a cara e ignorar que há uma pessoa que pede comida. Sim, casos de quem rouba, de quem pede mas tem dinheiro ouvem-se todos os dias... Da mesma forma que se ouvem casos de pessoas a morrer à fome; a matar-se por não terem com quem conversar. Muitas são escolhas de uma vida, muitas outras pessoas se estão na rua com poucas ou nulas condições é porque não tiveram outra opção. É sempre bom ajudar e muito há a aprender também!

Apoio a hospitais:
      Muitas pessoas desconhecem, mas podem comprometer-se a ajudar nos hospitais. A verdade é que nunca se sabe o dia de amanhã e isto serve para o bom, como para o mau. Pensando nisto, não sabemos se vamos ser nós a ter que esperar que as enfermeiras sirvam todos os pacientes e alimentem, no final, quem não se consegue alimentar sozinho. Acabam por comer a comida fria. Com o apoio de voluntários, os pacientes já podem comer a sua comida quente. Para desconforto já bastam as dores, o mal-estar de estar num hospital... Para os mais corajosos, mais uma vez, reafirmamos que por certo podem ajudar de diversas outras formas! 
      Podes ainda ajudar a que uma criança se sinta mais confortável e amada, mesmo estando sozinha num hospital, em tratamento, como os conhecidos "nariz vermelho"! Um trabalho notável!!

Apoio a doentes do IPO:
      Uma pessoa que sabe que a sua vida pode estar limitada tem todos os pensamentos ultra-negativos e muitas das vezes, acaba por perder a força para lutar pela sua própria sobrevivência. Aos familiares é exigido que lidem com a dramática surpresa de uma doença que os pode matar a qualquer momento de forma rápida ou lenta e dolorosa. É difícil desabafar sobre os mais tenebrosos pensamentos que uma pessoa tem nestas circunstâncias de doente ou mesmo como familiar de um doente. Não será fácil para quem ouvir. Nunca é para ninguém uma temática destas. Mas às vezes ter alguém com quem desabafar ou simplesmente para estar ao nosso lado, calado, é a melhor forma de nos recuperarmos dos piores dramas que a vida nos possa oferecer. É disto que é feito o voluntariado no IPO. Nada será fácil, por certo será muito difícil, mas claro que não há nada mais gratificante do que saber que ajudamos a melhorar a vida de alguém... Alguém que pode inclusive acabar por também mudar a nossa!

Apoio a animais abandonados:
      Animais abandonados percorrem todo o país. Infelizmente a cada dia que passa se houve falar de mais casos a surgir. Ao lado da tua casa provavelmente tens uma ninhada de gatos bebés ou de gatos adultos selvagens. Ou então um cão ou uma pequena matilha que procura lutar pela dura sobrevivência na rua. Há diversas associações, como a União Zoofila, em Lisboa, que procuram voluntários para ajudar a tratar dos animais que vão recolhendo da rua. Outros pequenos aglomerados de pessoas juntam-se para irem alimentar os animais que habitam na rua, por não terem para onde ir e não acabarem com uma injecção que lhes dê a última respiração num gatil ou canil da área. A par destas sugestões, podes ainda ser voluntário no Jardim Zoológico.

      Enfim, sugestões não nos faltam. Se achares que nenhuma destas opções é o que procuras, informa-nos os teus gostos pessoais e por certo haveremos de encontrar um tipo de voluntariado que te faça sentir mais útil e que te faça sentir realizado/a! Há tipos de voluntariado para todas as idades, grupos etários ou gostos pessoais. Só tens que procurar o que mais se adequa a ti. Se tiveres dúvidas ou procurares saber mais sobre alguma destas categorias ou mesmo procurar novas sugestões ou facultar-nos alguma outra sugestão, não hesites em contactar-nos pff!

P.S.- Depois disto tudo, gostaríamos também de saber se alguém desse lado faz voluntariado e, se sim, gostaríamos de saber de que tipo. Algum dos indicados ou outros? Senão fazes, já fizeste? Ficamos à espera da tua resposta e das tuas experiências! Aceitas partilhar connosco? :)
      
Image and video hosting by TinyPic

15 comentários

  1. Quem faz voluntariado tem de ser assertivo e saber respeitar as pessoas. Mas quem o faz, fica de coração cheio!
    Mas quem faz voluntariado têm de estar preparado para situações mais negativas.
    As pessoas com quem vamos lidar, estão traumatizadas, têm medo, estão maior parte das vezes revoltadas, são agressivas, batem ou gritam. Nos hospitais nem todos os doentes aceitam receber visitas de pessoas que não conhecem de lado nenhum e normalmente essas visitas são rejeitadas da pior maneira. Até porque, esses doentes precisam de apoio é em casa, no hospital já têm os enfermeiros (não refiro os médicos a 100%, porque ja vi de tudo) 24h por dia 7 vezes por semana. Depois acontece muitas das vezes os doentes nem estarem com vontade de receber visitas e preferirem descansar.

    Gostei muito do post! :3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pela partilha de opinião e pelos teus comentários sempre interessantes! :D

      É certo que fazer voluntariado e falar no retorno que nos é dado quando fazemos "o bem" por alguém não é estar sempre à espera que corra bem e seja tudo uma maravilha de bondade. Naaada disso! E também isso nos ajuda a crescer. Independentemente da idade, todos precisamos de crescer enquanto seres humanos. Nós sentimos que crescemos imenso tanto com as boas coisas que por lá nos acontecem, mas também com as más. Há que saber compreender o próximo. Há que nos tentar colocar no lado oposto e tentar compreender. Não é só um "toma lá, dá cá", de forma nenhuma! Nos hospitais sabemos que há médicos e enfermeiros de todos os tipos, com boa vontade e má, com mais ou menos paciência pelos mil e um motivos. Não há que criticar. Os próprios doentes estão impacientes. É perfeitamente normal: estão doentes! O nosso papel ali é tentar atenuar o sentimento da pressão e mau estar da doença, mas nem sempre irá correr bem. E mesmo dessas vezes, sem nós percebermos, sem os doentes perceberem, acabamos por ajudar. Às vezes é preciso "asneiras" acontecerem para que tudo acabe melhor... Ser voluntário é estar disposto a viver isso. É sê-lo para o bom e para o mau. Ser voluntariado é exactamente saber que pode correr mal a qualquer momento e tentar de tudo para que corra o melhor possível... É uma luta até connosco próprios. E na nossa opinião, é das melhores lutas a ter-se! E isto é em qualquer tipo de voluntariado, principalmente dos referidos. É mentira dizer-se que quem corre por gosto não cansa. Quem disse isso, nunca correu... ahah

      Ela e Ele.

      Eliminar
    2. Exatamente!
      Ai, verdade quem diz é porque nunca correu, pelo menos como alguns de nós haha.
      Olha acho que devem de pegar nesse post e partilhá-lo. E agora sim, faço das vossas, as minhas totais e inteiras palavras!
      É bom as pessoas terem noção dos dois lados mas que o lado bom compensa sempre sobre o mau (pelo menos é suposto!)

      Beijinho para os dois *

      Eliminar
    3. Obrigada, vamos seguir a sugestão! :D

      Beijinhos também para ti!

      Eliminar
  2. Por acaso um dos objectivos que tenho é este mesmo... Fazer voluntariado. Eu sei que não há desculpa, mas quando faço ou entro em algo gosto de me entregar de corpo e alma, e esse momento de "disponibilidade" ainda não chegou. Mas brevemente penso que começarei :) tenho mesmo muita vontade. Adorava fazer voluntariado no IPO, mas já me disseram o quão doloroso é, tenho mesmo amigas que não aguentaram. Mas é por aí que quero começar e onde mais me quero dedicar :) se há algo injusto e doloroso no mundo é as crianças, de tão pequeninas, sofrerem logo desta maneira :( beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas vais ver que o tempo aparece, porque aquilo torna-se algo que ou te entra nas veias ou então não é o tipo de voluntariado certo. Nós, no que fazemos, acabamos todos partidos no dia seguinte, mas vale tudo a pena! E é mesmo difícil por vezes não podermos ir... Mas tentamos compensar numa próxima vez!
      O IPO é mesmo daqueles exemplos que não dá para todos. Não faz sentidos irmos para lá chorar ou deixar pior quem lá está. Tem que haver necessariamente uma compreensão e uma aquisição de certas características, entre as quais o não exprimir no rosto o que te vai no coração!.. Mas no quente e com a adrenalina de lá estar, torna-se mais fácil... Ainda que atenção: seja das piores e melhores coisas!
      Quando o fizeres depois partilha a experiência! :)

      Beijinhos,

      Ela e Ele.

      Eliminar
  3. Eu faço! Entrei o ano passado para o G.A.S Porto (Grupo de Ação Social do Porto) e pertenço ao grupo do Apoio Domiciliário. Ainda ontem estive quase quatro horas em casa de uma senhora e sai de lá de coração cheio :)
    O facto do G.A.S trabalhar com jovens, idosos, pessoas portadoras de deficiência permite-nos ter mais opções de escolha. Sempre quis ser educadora e podia ter optado por algo mais direcionado à minha área, mas quando entrei quis fazer algo completamente diferente, daí ter escolhido os idosos. Não me arrependo. E saber que consegui animar um bocadinho do dia daquelas pessoas é incrível!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo muito bom! Saímos de facto de coração cheio em saber que proporcionámos um dia memorável a quem ajudamos. :)

      Muito obrigado pela partilha, Andreia!

      Ela e Ele.

      Eliminar
  4. Eu já fiz voluntariado e foi uma experiência sem igual :) beijinhos e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  5. Faço voluntariado na Associação dos Amigos dos Animais de Almada sempre que tenho tempo livre e gosto bastante! Eu sou alérgica mas não desisto de estar perto de cães ou gatos, é um prazer enorme ajudá-los! Amanhã vou voar para lá :P

    Beijinhos,
    http://cereja-dooce.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom! É uma pena seres alérgica... É mau estares a prejudicar-te ao fazer o bem e logo a animais que precisam tanto de ajuda... O nosso muito obrigado por uma acção tão bonita. Deviam existir mais pessoas como tu! :) Obrigado pela partilha! E esperamos que estejas a ter um bom dia, se bem que em tão boa companhia, é praticamente impossível não teres um dia fantástico e cheio de mimo...

      Beijinhos,

      Ela e Ele.

      Eliminar
  6. Não há nada melhor do que ajudar o outro e ver sorrisos genuínos do outro lado. Sabe tão bem essa sensação, toda a gente devia experimentar fazer voluntariado pelo menos uma vez na vida :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordamos totalmente com o que disseste! E apesar de correr-se o risco de entrarmos num certo "vício", tudo vale a pena! :)

      Eliminar

Obrigado pelo comentário! Vamos responder-te no mais breve espaço de tempo que nos for possível. Até sempre! :)

Latest Instagrams

© Ela e ele... Ele e ela.... Design by FCD.