Automóveis a Diesel banido em algumas cidades a partir de 2020?

sexta-feira, junho 05, 2015

Por mais que se procure evitar, este pode ser o cenário do futuro: Fim dos carros a Diesel em grandes cidades.
   Muito recentemente soubemos de uma notícia que não podemos deixar de partilhar. Aparentemente foi feito um estudo por parte da comissão europeia tendo em vista uma aceleração no processo de mudança nas regras de homolugação. Estas regras estão relacionadas com os consumos dos automóveis e os respectivos limites impostos pela comissão europeia. Cada vez mais as marcas automóveis são obrigadas a cumprir com o nível de emissões estabelecidas sob pena de multas elevadas. Nesse aspecto, os automóveis a Diesel levam vantagem aos respectivos a gasolina, uma vez que para além de melhores consumos, as emissões de gases poluentes para a atmosfera são mais reduzidas.
   Ora, nestes recentes estudos científicos, ficou confirmado que os automóveis a Diesel têm um impacto mais nocivo para a saúde pública que os equivalentes a gasolina. Foi mesmo concluído que os gases de um carro a gasóleo podem provocar doenças graves, isto porque geram mais óxidos de nitrogénio e partículas, elementos químicos associados a asma, cancros e doenças respiratórias. As regras estariam previstas mudar mais uma vez em 2017, mas as marcas pretendem adiar, alargando o prazo em mais 3 anos, para que as tecnologias necessárias à construção de veículos ainda mais eficientes possam ser desenvolvidas e introduzidas. 
    A CE quer ainda que os testes às taxas de poluição automóveis deixem de ser feitos em laboratório e passem a ser feitos em estrada, uma vez que segundo constou do relatório dos estudos pedidos, as taxas de emissões de CO2 anunciadas pelas marcas são manipuladas e na realidade a taxa real de emissões ronda em média mais 30% do que aquilo que é oficializado. A CE quer estabelecer uma média de 95g/Km para a média de frota de viaturas de cada fabricante já em 2020 o que para já, é impossível alcançar sem os Diesel. Em termos práticos e se se comprovar que as taxas são superiores e forem reajustadas, as pessoas terão de pagar um selo mais caro, uma vez que é calculado segundo as taxas de emissão de CO2 mais a cilindrada do carro. A jogada das marcas fazerem motores mais pequenos parece ter sido um sucesso mas o mesmo ainda não foi alcançado com as taxas emissões de gases poluentes.
    Para além disso, se a proibição da circulação aos carros a Diesel ( Paris em 2020 e possivelmente outras cidades num curto espaço de tempo por essa altura, segundo a notícia avançada pela revista automóvel AutoFoco ) se verificar, teremos então uma revolução nas tecnologias automóveis e possivelmente um ataque fortíssimo das marcas em soluções alternativas como são já os híbridos, eléctricos ou a gás natural. Estou convencido inclusive que novas soluções estarão já a ser desenvolvidas e testadas. 

    No entanto, não deixo de achar que tudo isto não passa de especulação e que, a acontecer, será num prazo mais alargado como 2025 ou 2030, com tecnologias e plataformas alternativas mais desenvolvidas. Facto é que, em vários stands automóveis têm-se apelado à compra de veículos a gasolina devido a um possível movimento para estagnarem a venda dos Diesel. Cá estaremos a acompanhar todos os pormenores de um assunto que tanto nos interessa a todos e que pouco ou nada se sabe.
       
Image and video hosting by TinyPic

Enviar um comentário

Obrigado pelo comentário! Vamos responder-te no mais breve espaço de tempo que nos for possível. Até sempre! :)

Latest Instagrams

© Ela e ele... Ele e ela.... Design by FCD.