Palácio Nacional/ Convento de Mafra

domingo, junho 05, 2016

       Estivemos de férias. Queríamos dizer-vos que aproveitámos para passear imeeeeenso. Mas não. Estivemos em mudanças de casa, em transportações, em limpezas, em arrumações... e envoltos em gravíssimas crises agudas de preguicite extrema. A par disso, a nosso favor, temos a dizer-vos que comprámos uma tv novíssima e que adoptámos mais uma gata para a família... Enfim, havia demasiado para aproveitar em casa para sentirmos necessidade de sair. Isto até que percebemos que as férias estavam a chegar ao fim, na madrugada do penúltimo dia de férias. Foi aí que decidimos rumar até Mafra! Um dos locais que visitámos no secundário, mas que não demos a devida importância. Quase não nos lembrávamos do que por lá vimos, mas desta vez tudo foi diferente!! Foi memorável!
       Mafra é uma localidade com muito para visitar e só num dia vimos vários locais diferentes. Tirámos mil e uma fotografias, quase literalmente, e podemos dizer que fomos muito felizes em Mafra! Hoje partilhamos convosco a nossa visita pelo palácio nacional, também conhecido por convento de Mafra, mas em breve temos outro local também muito conhecido para vos mostrar. Aceitam-se palpites sobre o seu nome. Entretanto aceitem o convite para uma visita virtual pelo mais conhecido monumento de Mafra:

       Este é um dos palácios portugueses mais conhecidos e com toda a razão. É um convento e um palácio real num só e cheio de histórias para contar. Como se tal não bastasse, ainda nos apresenta uma das mais antigas e bonitas bibliotecas que podemos encontrar por este mundo. 





       Logo a início temos oportunidade de assistir a um espectáculo com falcões, já que é um 'memorial do antigamente'. Se nos inscrevermos com antecedência, temos ainda oportunidade de assistir a uma peça de teatro que nos apresenta a célebre obra de José Saramago "Memorial do Convento" que se passou exactamente naquele local. Isto para dizer que convém que planeiem este vosso passeio atempadamente para que dê tempo para tudo. Afinal, vão ter muito para descobrir por estes lados...



       A primeira ala a visitar pertence ao convento, Há diversas recordações religiosas da época para ver, tendo cada uma a sua explicação. Cada divisão representa algo e tudo está muito bem explicado em breves textos traduzidos também para inglês. Nesta mesma ala podemos também encontrar quartos representativos do que seriam os quartos dos frades; a cozinha; uma enfermaria e até quartos para os doentes terminais. A enfermaria, por exemplo, é uma das poucas no mundo que está exactamente como na época. As excepções são as cortinas que foram adaptadas. É impressionante pensar na quantidade de doenças que estas paredes viram...

       Depois da ala religiosa, passamos então à ala maior que é a ala real. Há salas dedicadas à música, à caça, ao baile, entre várias outras. Definitivamente o que mais impressiona acaba por ser a distância percorrida entre o quarto da rainha e o do rei. Neste caso não havia o típico quarto para a ocasião de núpcias. Eles de facto não se deviam ver, quanto mais... ahahah

       Salas e mais salas que nos envolvem e nos apaixonam, e que a cima de tudo o resto, nos fazem ter a sensação fantástica de viver um pouco do passado. Pisar o que os reis e mais nobres pisaram. É sempre uma sensação muito interessante!

       Só ficámos com pena que ninguém queira investir na catalogação dos livros de uma das mais bonitas, antigas e mais bem compostas bibliotecas da Europa (pelo menos!). Bem sabemos que seria milhares de euros, que envolveria muito trabalho, mas também seria uma mais-valia para o país possivelmente. É que nesta biblioteca literalmente do tempo dos reis, onde os livros que nela constam são na sua totalidade doados pela realeza, existem livros das mais variadas áreas. Cada estante representa um assunto, sendo mais de 30000 livros que nelas constam. Claro que há material que alguns investigadores estudam, mas é um material demasiado restrito e escasso. É uma pena... Adorávamos poder decifrá-los!

       Decifrar os livros e os morcegos que invadem os tempos nocturnos desta biblioteca. Protegem os livros de bichos indesejáveis que os estragariam se assim não fosse. São amigáveis e quem trabalha por lá de dia garante que nunca viu nenhum. Já os seguranças que fazem as rondas nocturnas conseguem vê-los a vaguear pelo espaço.

       Outra questão a ser levantada seria a questão das ratazanas que supostamente estão cativas nos corredores das caves do palácio. Factos que não são comprovados por quem lá passa. Nunca viu mais ratos do que o normal para um local destes. Essa foi a desmistificação da SIC numa das suas reportagens. E nós a pensar que existiam monstros roedores que poderiam invadir Mafra... ahah


       Claro que uma visita ao palácio impele uma visita ao jardim do cerco que fica ao lado.
       Os espaços verdes trazem alegria às nossas vidas. Até parece que respiramos melhor... (porque será?!). Por isso mesmo todas as oportunidades de bons dias para aproveitar os melhores jardins devem ser aproveitadas. Este jardim tem tudo. Local para o piquenique, um parque para as crianças brincarem, um ambiente bem cuidado em parte do jardim e na parte oposta há uma floresta para descobrir. Há aqui material para todos os gostos ao ar livre. Só boas razões para passarem por cá...

       É todo um ambiente que rapidamente se torna familiar, apaixonante, romântico, um fantástico espaço para diversas brincadeiras da pequenada, e também um excelente local para fotografias. Dá para perceber que adorámos rever e redescobrir todo o espaço, não dá?


       Claro que uma ida a Mafra tinha que acabar ou começar, ou mesmo acabar e começar nas trouxas da Malveira! No nosso caso acabou por lá, já que temíamos comer as trouxas que trouxemos para a família durante o passeio ahah. Caso não conheçam este local que delicia os portugueses desde 1906, então relembramos que abordámos o assunto aqui. É toda uma delícia a não perder!




Que local aconselham para as nossas próximas férias/ os nossos próximos passeios?

Image and video hosting by TinyPic

6 comentários

  1. Já nem me lembro da última vez que estive em Mafra, mas o vosso post deu-me vontade de voltar!
    xx, Ana

    The Insomniac Owl Blog

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é tããão bom recordar!
      Visita e partilha a tua experiência!

      Eliminar
  2. Que incrível adoramos o post flor, lugar lindo ficamos curiosas para conhecer ♥
    Beijos
    Vou Arrasar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo um lugar que não podem deixar de visitar. E Mafra tem muito mais por aproveitar...

      Eliminar
  3. Realmente Mafra é tão bonito... já não vou à tanto tempo!
    Bateu-me a saudade...
    Ai as trouxas!!!!

    E vocês sempre fofinhos, que delícia :)

    Beijinhos!
    http://www.ofabulosodestinodemariaamelia.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós também não íamos há imenso tempo, por isso é que nos lembrámos de lá ir. Afinal Mafra tem muito por conhecer... Em breve mostramos mais um bocadinho do melhor que a localidade tem para oferecer! :)

      Beijinhos enormes, querida Amélie!

      Eliminar

Obrigado pelo comentário! Vamos responder-te no mais breve espaço de tempo que nos for possível. Até sempre! :)

Latest Instagrams

© Ela e ele... Ele e ela.... Design by FCD.