Castrar ou Esterilizar?

segunda-feira, março 06, 2017

       Foi na primeira visita da Chiclet à veterinária que nos falaram da importância da esterilização pelos seus benefícios. Foi aí que tomámos a decisão de a esterilizar o mais rápido possível.
       Muitas foram as pessoas que não compreenderam a nossa decisão, pelo que decidimos escrever a presente publicação, dando a conhecer esses mesmos benefícios. A par disso, referimos a diferença entre castrar e esterilizar, já que muitas pessoas não têm o conceito presente conhecerem as diferenças para o bem-estar dos vossos patudos.
Castrar ou esterilizar?
       Castração é o nome dado ao processo de remoção cirúrgica dos órgãos sexuais, fazendo com que as hormonas desapareçam, sem deixar que o ser sofra alterações no seu carácter. A menos que seja um cão/gato muito territorial e agressivo por dominância sexual, onde vão poder assistir a uma diminuição ou mesmo desaparecimento dessa atitude, o patudo permanecerá com toda a sua personalidade intacta. Removem-se os testículos e deixam de reproduzir hormonas que os façam ter esse comportamento compulsivo. Esterilização é o nome dado ao mesmo processo, no caso das fêmeas, removendo o útero e ovários, não havendo alterações mais do que a nível de hormonas.


Vantagens e benefícios da castração:
  • Impede que os cães/gatos se reproduzam o que diminui inevitavelmente o abandono animal.
  • Elimina ou, pelo menos, diminui os comportamentos agressivos que podem causar-lhes problemas com outros patudos.
  • Evitam-se muitas doenças contraídas de uns patudos para outros ou mesmo cancros que não têm tanta facilidade em desenvolver-se. Nomeadamente evitam-se doenças derivadas da gravidez. Quanto mais jovem for o/a canídeo/a ou felino maior a percentagem de redução de riscos (daí termos esterilizado a nossa mesmo antes da sua primeira ovulação!).
  • Impede-se a gravidez psicológica que as faz sofrer física e psicologicamente, sendo ainda um processo de difícil resolução, no caso das cadelas.
  • Evita-se o cio e tudo o que isso acarreta. Por vezes os patudos têm um tão forte instinto por reprodução que acabam por fugir na procura de uma fêmea/um macho. A par disso, um macho pode engravidar várias fêmeas num só dia. Impede que as fêmeas, quando estão com o cio, manchem de sangue as colchas, o chão etc.
  • Evita-se o marcar território que, por vezes, leva a que os cães urinem cada vez mais em todas as esquinas que passam.


      Há ainda a hipótese das pílulas que vão ter que ser dadas durante muitos e muitos anos, que perfaz o valor da operação, com menos riscos, com menos chatice para a fêmea e sem hipótese de falhas.
       Depois de todas estas alíneas, ainda há por aí quem se oponha à castração/ esterilização? Se sim, é sinal que não nos devemos ter explicado da melhor forma, pelo que pedimos que nos questionem sem hesitar. O que não soubermos, prontamente perguntaremos à nossa doutora Marta, do FlamVet, que sempre nos esclarece todas as dúvidas.
       Outro conselho que nos foi dado é que confirmem sempre e peçam para ver os ovários e a trompa retirada, pois só assim poderão ter certezas do procedimento. Além disso poderá ajudar-vos em problemas futuros que possam existir. Sim, é duro, mas necessário. Tudo pelo melhor dos nossos patudos, certo? Então vá, força!
       Não podemos também deixar de escrever sobre os gastos deste tipo de operações. Ainda que seja considerado um processo simples, não deixa de ser um procedimento cirúrgico e levar anestesias. Vai acarretar um corte e remoção de órgãos! Assim sendo, há que escolher devidamente o local eleito para a cirurgia. Não vamos poder dizer-vos que é uma operação em conta ou que no veterinário a que vamos há uma promoção especial. Bem pelo contrário, até é menos em conta que o costume. No entanto, não hesitámos em poupar para a levar lá, onde temos plena confiança no que é feito! É importante que assim seja. Não optem pelo mais barato ou pelo mais caro. Optem pelo que vos transmite mais confiança! É a vida dos patudos que pode estar em causa. Depois disso há que ter muitos cuidados com o pós-operatório. Numa outra publicação referimos algumas dicas e os episódios que fomos vivendo cá por casa... Não percam os próximos episódios ahah
       A nossa Maria Preta também já foi esterilizada. Numa outra fase da nossa vida tivemos que recorrer a ajuda de uma conhecida associação de apoio a animais abandonados, por estarmos a estudar e não termos dinheiro para lhe pagar uma operação noutros veterinários. Não há desculpas para não castrar/ esterilizar. Falem com os vossos veterinários; procurem saber como é em associações. Expliquem a vossa situação. Não tenham medos. Façam-no em prole de um bem maior! ;) 



6 comentários

  1. É mesmo importante estarmos atentos e informados em relação a estes assuntos, até porque é uma forma de cuidarmos melhor dos nossos animais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente! Os patudos são como bebés que não crescem, precisam de muita atenção, muitos cuidados, muito carinho. Não é brincadeira nenhuma!

      Eliminar
  2. É para o bem estar dos nossos animais e para o nosso também. Eu não discordo, apenas se é para o bem que assim seja. Os meus animais ainda não tive hipotese de o fazer ,mas irei fazer o quanto antes, primeiro tenho dois pit bulls mesmo que não concorda-se é obrigatório hoje em dia fazê-lo! Depois tenho uma gatinha que achei na rua e trouxe-a para casa para cuidar dela, que só toma a pilula ,mas em breve será esterelizada . Gostei do post ,bastante explicativo. Beijokas

    ❤ Célia Santiago
    Diário Feminino
    FacebookInstagramYouTube

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo teu testemunho e partilha. É muito importante para nós todo o feedback.
      Fazes muito bem em tratar de esterilizar e castar. Traz muitos benefícios. Pensa nisso! ;)

      Eliminar
  3. Para ser sincera, não sabia que tinha tantos benefícios esterilizar um animal. Tenho uma gatinha e como ela nunca sai de casa, nunca tinha pensado nisso. Vou averiguar a situação!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos mesmo que nos informar sobre tudo o que pudermos quando temos patudos para lhes oferecer uma vida o melhor possível. Pensa nisso! Pelo melhor bem-estar dela!!

      Eliminar

Obrigado pelo comentário! Vamos responder-te no mais breve espaço de tempo que nos for possível. Até sempre! :)

Latest Instagrams

© Ela e ele... Ele e ela.... Design by FCD.